20 de agosto de 2010

E, por falar em amigos, recebi esta mensagem de uma amiga:

Amigos são como o vento...
É impossível prendê-los entre as mãos...
Eles às vezes têm outra direção,
Um caminho que não é o nosso...
Amigos são como o vento...
As vezes “furacão“, invadindo nossas vidas...
As vezes “brisa“, acariciando nossa alma.
Amigos são como vento...
As vezes perto, as vezes longe...
Mas eternamente em nosso coração!
Isabelle (Izethy)

19 de agosto de 2010

...

Viver é difícil, conviver mais ainda... O tempo e o silêncio são muito sábios (e terapêuticos)...
Estar próximo quando se ama é bom, mas estar distante... Quando se ama, às vezes é necessário (talvez até fundamental) para que se tenha guardado no coração bons sentimentos... E possa se desprender de raivas ou rancores...
Meu post, hoje, é pra falar de amizade.
É, hoje senti uma dor no peito ao pensar nos meus amigos..
Porque dizem :”Amizade verdadeira é para sempre” (nem que seja o sentimento que fez com que ela existisse de verdade um dia!)

Eu valorizo muito os meus amigos e certamente estou sempre pronta a ouvi-los e recebê-los, mas tenho dificuldade de procurá-los (confesso!!). Muitas de minhas amigas se perderam no caminho, durante a longa jornada de nossas vidas, em que família, filhos, problemas pessoais, profissionais, financeiros, a própria distância... Enfim, acabaram por nos distanciar... Seguir seu próprio rumo.

Mas um amigo só entra na sua vida se você assim o permite... E não tem nada mais recíproco que isso.. é como um acordo tácito. Em algum momento de nossas vidas nos conhecemos, nos identificamos e “contratamos” esta amizade! Com ele, certamente passamos momentos importantes de nossas vidas juntos, compartilhamos sentimentos, rimos e choramos (com a mesma intensidade e profundidade...), nos divertimos um bocado, dividimos experiências, alegrias, vitórias, dores, dissabores, perdas, ganhos..., trocamos confissões, segredos...

Amigo é quem pode falar aquilo que não gostamos de ouvir... , dizem.. Ai, mas só um pouquinho... Dói! É, é verdade. Te joga a verdade “na cara”, te “chacoalha”, te “levanta”. (às vezes te derruba...) este é o amigo. Ta ali. Mesmo que de fato não esteja.
Se precisar, sabe que pode contar com ele.

Mas, o fato é que as diferenças às vezes existem. Temos afinidades, mas não somos iguais (ainda bem...) Conviver com elas e permitir que não atrapalhem a relação é que são elas... Arrisco até a dizer que para que a amizade seja duradoura e verdadeira, é fundamental o respeito ao espaço do outro, é imprescindível gostar do outro como ele é, aceitá-lo do seu jeito... É fazer um esforço permanente para compreender as diferenças, aceita-las (às vezes, até, porque não, tolera-las...) Ta, ta, ta... Bonito, mas nem sempre prático. Eu sei. Mas nunca é.

Amizade não pode ser “mensurada”, algo como o quanto você é meu amigo, ou você é muito meu amigo, pois está “sempre” me procurando, me ligando... Eu não estava aí quando você precisava, eu tava aqui! Alôô! Preciso saber...
Claro, é minha forma de pensar... Confesso: detesto ser cobrada... Pronto, confessei! È o que há de pior no meu ser. Não consigo lidar com esta minha dificuldade. É, o ser humano melhora com os anos. Perdoem os meus amigos. Não ta funcionando comigo... Acho até que to piorando.
É mais ou menos assim: quem me conhece sabe que travo uma árdua luta contra minha baixa auto-estima. Sou carente, deprimida, preciso ser amada como sou... Não sou tão ruim quanto pareço. Como cerveja e chimarrão, sabem? Ta bom, menos (um pouco menos)... Também tenho minhas fraquezas e defeitos.

Certa vez li (não lembro onde...), algo como “Amigos são as páginas de sua vida que você escreve.” Achei bárbaro! Pensei em algo como “mea culpa”, sabe..
Tenho ciência da minha parcela de responsabilidade em algumas situações, mas, definitivamente, me eximo de “assumir culpas” por ser mais ou menos “alguma coisa”...

Então, tudo isso é pra dizer... Sei lá...
Amo meus amigos. Desculpem se não sou o que gostariam...

15 de agosto de 2010

bom, aos poucos vou postando alguns trabalhinhos que fiz durante minha licença saúde... sabe como é... 45 dias de "molho"...rsss









Frase do dia

"Sou a esquerda de quem entra"

Clarice Lispector

POR ONDE ANDEI


Nando Reis

Desculpe estou um pouco atrasado
Mas espero que ainda dê tempo
De dizer que andei errado e eu entendo

As suas queixas tão justificáveis
E a falta que eu fiz nessa semana
Coisas que pareceriam óbvias até pr'uma criança

Por onde andei enquanto você me procurava
Será que eu sei que você é mesmo tudo aquilo que me faltava

Amor eu sinto a sua falta
E a falta é a morte da esperança
Como um dia que roubaram seu carro
Deixou uma lembrança

Que a vida é mesmo coisa muito frágil
Uma bobagem uma irrelevância
Diante da eternidade do amor de quem se ama

Por onde andei enquanto você me procurava
E o que eu te dei foi muito pouco ou quase nada

É que eu deixei algumas roupas penduradas
Será que eu sei que você é mesmo tudo aquilo que me faltava


Amor eu sinto a sua falta
E a falta é a morte da esperança
Como um dia que roubaram seu carro
Deixou uma lembrança

Que a vida é mesmo coisa muito frágil
Uma bobagem uma irrelevância
Diante da eternidade do amor de quem se ama

Por onde andei enquanto você me procurava
E o que eu te dei foi muito pouco ou quase nada

E o que eu deixei algumas roupas penduradas
Será que eu sei que você é mesmo tudo aquilo que me faltava

Paciência ...

Paciência

Lenine 

Composição: Lenine e Dudu Falcão

 
Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
A vida não para...
Enquanto o tempo
Acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora
Vou na valsa
A vida é tão rara...
Enquanto todo mundo
Espera a cura do mal
E a loucura finge
Que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência...
O mundo vai girando
Cada vez mais veloz
A gente espera do mundo
E o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência...
Será que é tempo
Que lhe falta para perceber?
Será que temos esse tempo
Para perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara...
Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Mesmo quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não para
A vida não para não...
Será que é tempo
Que lhe falta para perceber?
Será que temos esse tempo
Para perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara...
Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida é tão rara
A vida é tão rara...
A vida é tão rara...

7 de agosto de 2010

"Em minha vida eu sempre falei que existem dois tipos de felicidade... A felicidade passageira e a felicidade verdadeira...
A primeira seria aquela que você vive um instante de felicidade, seria meio que o uso de uma droga, um dinheiro legal no bolso, uma noite ao lado de alguém diferente e por ai vai...
A segunda seria aquela mais simplezinha, na qual o simples fato de se lembrar daquele momento vivido já te traz um sorriso e a alegria te contagia novamente... Essa sim é felicidade verdadeira, é aquele que te fez feliz e sempre lhe fará feliz ao se recordar daquele momento tão marcante e especial... ´
Hoje estou aqui sorrindo e feliz porque graças a Deus tive momentos de felicidade verdadeira pra hoje poder ir dormir sorrindo e sonhando com tudo que já vivi...
Só se sente saudade daquilo que foi bom!!!"

Francilon Dias

6 de agosto de 2010

Frase do Dia

"Depois que descobri em mim mesma como é que se pensava, nunca mais pude acreditar no pensamento dos outros.."

Clarice Lispector

huumm....

 
fontes: bluebirdbaby.typepad; lillablanka; bleudelavande, executivehomemaker,
marthastewart, sweetpreservation, lisbeth sin lille verden